terça-feira, 29 de maio de 2007

Arizona Nunca Mais ( ***1/2 )


Ethan e Joel, 20 anos atrás

Fui ver esse com certo pé atrás, afinal já tinha visto trechos e não tinha achado grande coisa, mas que surpresa boa, no fim se tornou o meu favorito até agora dos Irmãos Coen.

Dos filmes que eu vi da dupla, este talvez seja o mais comum (sem mencionar O Amor Custa Caro e Matadores de Velhinha, que são de uma fase assumidamente mainstream), mas também o mais engraçado, e com um quê de episódio dos Simpsons – é tão ou mais nonsense que as desventuras de Homer Simpson. Obs:quando eu escrevo comum, quero dizer comum no universo particular e extremamente dos Coen, reconhecível a kms de distância...

Holly Hunter está excelente como o habitual, e o Nicolas Cage era bem mais divertido e interessante nessa época. Algo se perdeu.

Os Coen são o tipo de cineastas que faziam filmes que sempre me deixavam desconfortáveis quando eu era menor, os via sem maturidade, Fargo é um bom exemplo disso. Hoje sou fã dos caras, e o dvd de Fargo tá na minha dvdteca, inclusive.

Arizona, pelo que parece, é o mais leve dos filmes da dupla, embora haja muita coisa ácida aqui, inclusive bebês que são testados no limite do politicamente correto, delírios com motoqueiros bizarros e pais escrotos. Um filme que vale a pena ver, sem pretensões
.

Raising Arizona / Joel Coen / 1987 / (1:85:1)

Um comentário:

Saul disse...

...E eu adoro as referências a pica-pau e outros desenhos recheados de violência cômica rsrs